segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Andava a conduzir sem carta e tinha mandado pendente para cumprir pena

Cidadã brasileira agredida no Tamariz

Diz o Povo: quem não se sente … não é filho de boa gente. É bem Verdade !!!

Detido pela GNR por violência doméstica

Ensaio sobre a lucidez em Cascais

OPINIÃO. A fábula política de Saramago ilustra os efeitos de uma maciça votação em branco que fere a legitimidade de um regime. “…. fora uma manifestação inocente, um desabafo, a indignação pelo descalabro praticado por políticos pertencentes aos partidos da direita, da esquerda e do meio. Políticos de partidos diferentes, mas de actuações iguais, usufruindo de privilégios que afrontavam a população. Os eleitores estavam cansados, revoltados.” (José Saramago). Os “políticos” daquela cidade inominada por Saramago, em vez de reflectirem sobre o significado do fenómeno social, autoproclamaram-se governantes e iniciaram uma demanda inquisitorial contra os manifestos resistentes. Fossem votos nulos a interpretação seria a mesma e no caso da abstenção seria a atuação do poder semelhante. Por que não poderia Saramago estar a retratar Cascais? Ler mais